Se a sua intenção é mudar um pouco a casa, pintura nova nas paredes tem um efeito impressionante. Listamos algumas dicas pra essa transformação dar super certo. Vamos te ajudar a evitar pepinos e a usar bem o seu dinheiro (importante né?).

Dica 1: A parede está boa?

Se precisar fazer algum reparo, atenção: trincas e manchas de umidade precisam ser resolvidas. Conserte primeiro. Pintura não resolve esses problemas, só engana por um tempo.

Dica 2: Escolha as cores

Gosto não se discute. E nem é nossa intenção no 100pepinos indicar tendências, apontar cores da moda ou dizer o que é bom pra você. Mas queremos te ajudar a escolher de forma consciente.

Já ouviu falar em paleta de cores? É um conjunto de cores que fica bem quando elas estão juntas, no mesmo ambiente. Tente montar a SUA paleta de cores. Escolha uma cor principal e vá testando outras que combinam com ela. Faça recortes da cor impressa e monte as combinações.

Paleta de cores que você pode montar na internet.

Outra ideia para montar sua paleta de cores é usar alguns sites que fazem essa combinação e vão indicando as cores que ficam bem a partir de uma cor principal.  Neste aqui você consegue montar sua paleta de cores a partir de uma cor-base que você escolhe. O resultado dessa brincadeira está na foto aqui ao lado. E neste  você pode ‘achar’ a paleta de cores de alguns filmes pra se inspirar. Legal né?

Também dá pra buscar referência em uma cena ou uma foto que você gosta e ver que cores estão lá.

Com a sua paleta você vai poder escolher a cor da parede, de detalhes que você queira colocar nela (adesivos, quadros) e de outros objetos de decoração, como uma almofada, flores, colcha e enfeites em geral.

Talvez a cor mais forte da sua paleta fique melhor nos detalhes ou em pequenas partes pintadas. Ou talvez você queira fazer uma mistura de cores na parede. Mas isso é só um palpite porque o gosto é com você. A gente só quer te ajudar a escolher com consciência e fazer com qualidade.

Pra quem quer uma inspiração: algumas empresas de tendência indicam ‘a cor do ano’ e as marcas de tintas costumam lançar tonalidades nessa cor do ano. Dê uma pesquisada nos sites e catálogos.

Dica 3: Teste as cores

Depois que você montar sua paleta de cores e decidir o que vai usar na parede, compre latas pequenas para teste e aplique na parede. Faça quadrados de mais ou menos um metro para escolher a que mais te agrada. E aplique onde você vai pintar mesmo, porque a luz pode modificar a percepção (perto ou longe da janela, muitos ou poucos móveis, etc.) Só compre a quantidade total depois que tiver certeza da cor e do tom que escolheu.

Se você quer mais informação sobre a tinta certa pra sua pintura, dê uma olhada nesse post aqui. A gente te explica sobre o tipo de tinta certo pra casa superfície (alvenaria, madeira, metal), sobre os tipos de acabamento (fisco, brilho, semibrilho) e sobre rendimento.

Dica 4: Prepare a parede para pintar

Mesmo que a parede esteja ótima (sem sujeira, sem manchas, sem trincas, sem buracos, sem tinta esfarelando), há uma forma básica de preparar a parede para pintura: lavar e secar e depois lixar a parede (lixa para ferro nº36) e retirar o pó com vassoura de pelo e pano úmido.

Isso é básico. Do contrário, a tinta pode descascar depois. Se você contratar um pintor, não deixe de combinar isso com ele.

A gente organizou um material inteiramente dedicado a falar de preparo de parede. Nesse post do 100pepinos  você vai achar mais informação sobre  o que fazer quando tem manchas, mofo, tinta descascada ou pepinos maiores mesmo (trincas, mofo e infiltração). Se for esse o caso, consulte lá também.

Dica 5: Pintar tem jeito certo. Você precisa saber fazer ou saber pedir e conferir o serviço do pintor.

Antes de começar a pintar, vai ser preciso proteger o chão, janelas, armários, maçanetas, tomadas,

Pintura com rolo em movimento zigue zague

rodapés, interruptores, móveis e tudo o mais que não for ser pintado.  Fita crepe e papelão vão ser os seus maiores amigos nessa hora. Plástico pra proteger o chão não funciona. A tinta não seca e se alguém pisar nele, vai levar tinta pra casa inteira.

Tente tirar os móveis do cômodo, mas se não der, coloque todos no centro e cubra com um tecido (como um lençol velho, por exemplo) e plástico.

Hora de pintar. O pintor deve começar pintando com pincel e trincha os cantos da parede e os

contornos de portas e janelas. O centro deve ser pintado com rolo em um movimento de zig-zag (como se estivesse desenhando um “W”). Isso garante uma aplicação mais desigual da tinta, sem deixar áreas com acúmulo ou falta de tinta.  Entre uma demão e outra, geralmente é preciso esperar 4 horas. Dê uma olhada na lata porque essa instrução está lá.

Dica bônus: desenhos geométricos podem deixar a parede – e a sua casa – ainda mais bonitas.

Depois da tinta-base aplicada, faça as marcações com fita crepe e continue a pintura fazendo áreas coloridas.

Parede marcada com fita crepe, esperando o preenchimento.

Cores coloridas aplicadas na pintura geométrica da parede

Dica 6: O que fazer pra mudar? Tinta, tecido adesivo, adesivos decorativos

Pintura pronta é boa parte da transformação. Mas você ainda pode caprichar. Dá pra usar adesivos decorativos pra fazer alguns destaques. Ou, ainda, aplicar tecido adesivo que é muito fácil de usar e pode fazer uma boa combinação com as cores da sua parede.

Faça um desenho à mão mesmo pra você testar o local exato de colocar cada objeto na parede.

Lembra da SUA paleta de cores? Hora de consultar pra escolher esses detalhes.

Dica 7: Vai furar a parede? Nem sempre precisa

Se você vai colocar prateleiras e móveis suspensos, muito provavelmente você vai precisar furar a parede.

Atenção: Não fure nas porções da parede em que passam colunas ou cintas de concreto. Não vai funcionar com furadeira comum. Seria preciso usar martelete, que é um tipo especial de ferramenta, e nem sempre é seguro furar.

Muita atenção pra não furar canos (isso é um pepino clássico!) e tubulação elétrica (nem pense nisso!).

Diminua a sujeira: recolha o pó colocando um papel adesivo embaixo do local que vai ser furado

Bom, voltando a um furo normal na parede: diminua o pó que vai cair no chão com essa dica simples. Cole um papel adesivo tipo post-it embaixo do furo com uma dobra no meio. Ele ‘guarda’ a maior parte da poeira pra você e facilita muito a limpeza depois.

Mas nem tudo precisa de furos. Ou nem sempre você pode furar a parede – quem mora em apartamento alugado sabe bem disso.

Dá pra você colocar quadros e objetos leves com uma fita adesiva especial para isso. Você acha fácil esse tipo de fita em loja de material de construção ou mesmo em lojas grandes de material de escritório.

Transformação feita? Agora é só curtir.

Faz uma foto e posta com #100pepinos pra gente ver.

Pintura, você na obra

Pintura, você na obra A pintura inclui os seguintes etapas:  1) proteção do ambiente...