Muita gente costuma pintar a casa sem contratar um pintor. Fique atento, a tarefa pode parecer fácil, mas é preciso informação e muito cuidado para ficar bem feito. Respondemos algumas dúvidas comuns.

 

1. Como preparar a parede para pintura?

Preparar a parede para a pintura é fundamental pra você ter um bom resultado e evita que surjam problemas depois.
Comece observando como está a parede. Veja se ela está suja, se tem mofo, se há tinta descascando, se está esfarelando e se tem trincas ou buracos.

Preparos

Mesmo que a parede esteja ótima (sem sujeira, sem manchas, sem trincas, sem buracos, sem tinta esfarelando), há uma forma básica de preparar a parede para pintura: lavar e secar e depois lixar a parede (lixa para ferro nº36) e retirar o pó com vassoura de pelo e pano úmido.
o pintor deve lavar e secar e deve lixar a parede também, antes de pintar. Isso é básico. Do contrário, a tinta pode descascar depois.

  • Se a parede tiver manchas ou graxa, deve ser lavada com água e sabão neutro.
  • Se a parede tiver mofo, lave com água sanitária e deixe agir por uma hora, antes de enxaguar. Aguarde a secagem.
  • Se tiver tinta descascando, se tinha textura, adesivos ou papel de parede, o pintor deve lixar a parede ou raspar com a espátula, se estiver muito irregular.
  • Se a parede estiver esfarelando, vai ser preciso arrancar todo o reboco e fazer tudo de novo. 

 

2. Que massa corrida usar na pintura?

buraco_parede

Só depois de preparar a parede, o pintor começa a usar massa corrida para corrigir irregularidades e tapar pequenos buracos (como os buracos de prego, por exemplo), antes de efetivamente fazer a pintura.

Massa PVA é para ambientes internos e a MASSA ACRÍLICA é para ambientes externos ou áreas molhadas (banheiro, cozinha, lavanderia). Se as imperfeições forem muito profundas, aplique antes argamassa para reboco e espere secar antes de usar a massa corrida. E se os buracos forem realmente grandes, a parede deve ser refeita com tijolos.

A massa corrida deve secar e depois o pintor deve aplicar um fundo selador. E só aí vem a tinta.

 

3. Toda parede pode receber pintura?

Sim. Mas, fique de olho no tipo de superfície que você tem e se já está preparada para a tinta ou precisa de algum tratamento anterior. 

Parede nova

Se a parede acabou de ser construída, o reboco precisa secar por 28 dias antes de qualquer preparo para a pintura e recomenda-se usar um selador no reboco, antes de aplicar a massa corrida. Ele serve para preencher superfícies muito porosas porque ele penetra e se expande deixando-a mais uniforme para receber tinta e dá maior rendimento a ela.

Parede de gesso

Você pode usar um fundo reparador antes de fazer uma nova pintura. Ele fixa as partículas soltas e melhora a aderência da tinta.

Tijolo à vista

Para o tijolo ficar aparente, obviamente a parede não recebe reboco, nem massa. Mas ele deve ser impermeabilizado e pode ser pintado depois.

 

4.Qual a melhor tinta pra pintura durar mais tempo?

O que indica qual é a tinta certa pra pintura durar mais tempo é sua composição e qualidade do material. Pensando nisso, as tintas estão classificadas em três categorias:

  • As da linha Econômica duram aproximadamente um ano
  • As da linha Standard chegam a dois ou três anos
  • As tintas da linha Premium podem durar até cinco anos após a aplicação.

Em geral, os fabricantes fazem as três linhas de tinta para todos os tipos (látex, acrílica, epóxi, esmalte) e cores.

Para a pintura durar mais, prefira as da linha Premium: você paga um pouco mais agora, mas a tinta vai render e a pintura ficará boa por mais tempo.

Mas vale lembrar que pra pintura durar mais não basta só escolher a linha de mais qualidade: a superfície deve ser bem preparada antes de receber a tinta, é preciso esperar o tempo certo entre as demãos, usar tinta certificada e escolher a tinta certa para cada tipo de superfície (alvenaria, madeira, metal, cerâmica) e ambiente (interno/externo, seco/molhado). Se esses cuidados não forem tomados, nem a tinta premium livra sua obra de pepinos.

 

5. Qual a tinta para cada local ou superfície?

Escolha a tinta certa para a pintura: tipo, acabamento, rendimento e cor

Para saber qual é a tinta certa, você deve olhar primeiro se o local tem ou não contato com água (banheiro, cozinha e lavanderia precisam de tinta resistente à água) e qual é o tipo de superfície (alvenaria, madeira, metal);

  • Para pintura em área interna a seca, você pode usar látex.
  • Para pintura em área externa ou áreas molhadas (banheiro e cozinha), você pode usar tinta acrílica.
  • Para áreas molhadas, também é possível usar tinta epóxi, que pode ser aplicada em paredes, pisos, azulejos, ferro e aço, box, piscinas e caixas-d água. A epóxi é a mais cara que a acrílica, mas aguenta limpeza pesada e dura mais.
  • Independente da área, se a superfície for madeira ou metal, você pode aplicar tinta esmalte.

Sobre acabamento:

Existem três tipos de brilho: fosco, acetinado (também chamado de semi-brilho) e brilhante. Eles influenciam na aparência e durabilidade. Quando mais brilho tiver a tinta, mais durável será porque contêm mais resina. Por outro lado, quanto mais brilhante é a tinta, mais aparecem às imperfeições da parede e mais difícil é a remoção e repintura. Quanto mais brilho, maior a durabilidade e o preço.

Sobre o rendimento:

Mais uma vez, existem três tipos: premium (alto rendimento), standard (rendimento médio) e econômica (rendimento baixo). Quanto mais rende, maior o preço. Mas na verdade, você vai precisar aplicar menos demãos e justamente por serem menos camadas, a pintura vai ficar mais bonita.

Sobre a escolha da cor:

Experimente primeiro. Compre latas pequenas para teste e faça quadrados de várias cores na parede para escolher e que mais te agrada. E só compre a quantidade total depois que tiver certeza do tom que escolheu.

Lembrete final: não compre tinta vencida. Veja a data de validade na lata.

Parede já tem problemas? Tinta não resolve.

rachadura

Se houver rachaduras, mofo ou infiltrações, não pinte. Conserte primeiro. Pintura não resolve esses problemas, só engana por um tempo.