Todo mundo quer ter a casa dos seus sonhos. Porcelanato na sala, cozinha americana, um banheiro com bancada, uma pintura especial no quarto, uma lavanderia que ventile pras roupas secarem sem ficar cheirando mal. Construir a casa perfeita é um caminho. Mas, reformar tem sido a maneira mais comum das pessoas realizarem esse sonho.

Só que na hora da reforma, por mais que os sonhos sejam muito diferentes, os pepinos são sempre os mesmos. Piso oco, pintura descascando, cano estourado, porta não abre. Isso sem falar nos pepinos do processo: pedreiro sumiu, material errado, parede que não podia ser quebrada, escada inclinada demais.

Se de pensar em reformar você já fica com frio na barriga…. a gente te ajuda com dicas e informações para uma obra sem pepinos! A gente traz os pepinos de forma bem humorada pra incentivar você a se planejar melhor e assim assumir o controle de sua reforma. E você já passou por algum desses pepinos? Se não passou, que bom …ainda dá para evitá-los!!!

 

Pepino 1. Acabou o dinheiro no meio da obra

Causa mais comum:

Erro de planejamento. Você não planejou ou achou que não precisava ligar muito pra isso. Erro grave. Aí, pode ser que você tenha se empolgado. Já que ia fazer uma coisa, decidiu fazer outra e achou que dava pra gastar um pouquinho mais em uma peça especial, enfim. Acabou o dinheiro e a obra não está nem perto de acabar.

Também pode ser:

A casa estava cheia de pepinos invisíveis e, quando começou a obra, todos eles começaram a se revelar. A obra foi ficando muito mais cara do que você imaginou.

Como você poderia ter evitado:

Planejando e tendo o cuidado de ficar dentro do orçamento. O melhor jeito de saber o que dá pra fazer com o dinheiro que você tem é planejar. E poderia ter pedido para os técnicos, pro arquiteto, (é importante contratar) avaliar melhor como estava a casa antes de começar a reforma. Se eles dissessem que tinha alguma possibilidade de problema, você poderia se preparar melhor e reservar um pouco mais de dinheiro.

 

Pepino 2. O pedreiro sumiu

Causa mais comum:

Geralmente quando o pedreiro some (e não estamos falando de problemas pessoais) é porque ele já recebeu todo o pagamento (ou a maior parte dele) e decide dar um tempo na sua obra pra fazer uma outra, só uns 3 dias. Afinal, o que tem demais deixar você esperando??? Também vale pra encanador, pintor, eletricista, gesseiro, marceneiro…

Também pode ser:

Se o pedreiro sumiu, talvez ele tenha abandonado a obra porque na verdade ele não sabe executar o serviço, porque ele não aceita te dar as informações que você pede e a relação tenha ficado desgastada.

Como você poderia ter evitado:

Poderia ter feito um contrato e combinado que o pagamento seria atrelado às entregas das etapas da obra – e nunca ter pago tudo adiantado. Na hora do contrato, você poderia ter reforçado com ele que você iria aprovar algumas etapas do trabalho pra ele poder continuar e que ele não poderia fazer sem nenhuma supervisão e só te entregar no final (sabe-se lá o que…). E deveria ter conversado melhor com quem já foi cliente dele em outras obras pra saber se ele sabe mesmo executar o serviço que você precisa (o quê? Não pegou referências???). E se ele voltar, cuidado pra não pagar mais pra ele terminar o que te deve.

 

Pepino 3. Muito atraso: Essa reforma não acaba nunca

Causa mais comum:

Falta de planejamento. Você pode ter deixado de decidir o que  ia ser feito exatamente e se empolgou. Foi aumentando a reforma enquanto ela acontecia. Ou esqueceu de organizar qual a melhor sequência pras atividades (o que fazer primeiro, que material precisa estar disponível em casa fase da reforma). Aí tudo atrasa e a reforma parece que a reforma não acaba nunca.

Também pode ser:

Que existissem alguns pepinos escondidos na sua casa. E aí a reforma que parecia simples foi ficando mais trabalhosa.

Como você poderia ter evitado:

Poderia ter planejado. Isso ajuda você a decidir o que quer e o que pode fazer, com o tempo e o dinheiro que tem. E depois de tomar essa decisão, você tem que se manter focado. Além disso, poderia ter se informado mais sobre as obras que queria executar e pedido pro pessoal de mão de obra (se você não contratou um arquiteto ou pro arquiteto, se você tiver um) avaliar bem a casa antes de começar a reforma.

 

Pepino 4. Essa reforma vai dar em divórcio

Tomara que não. Vai com calma.

Causa mais comum:

os pepinos estão num nível tão alto que vocês estão se desentendendo. Provavelmente não devem ter feito um planejamento e tomado as decisões antes, nem combinado como iriam fazer se surgisse a vontade de fazer mais uma coisa na reforma. É muito difícil tomar decisão sem ter as referências certas.  O sonho da casa reformada tá virando pesadelo. Pepino clássico de reformas.

Também pode ser:

que a reforma seja um pretexto. Mas não costuma ser isso. Assim que resolverem os problemas, volta o amor. Calma

Como você poderia ter evitado:

Deveriam ter planejado bem o que seria feito, visto qual seria o orçamento disponível e conversado sobre as expectativas de cada um. Um terceiro profissional de construção poderia ajudar. Contratado um arquiteto para  mostrar como ficaria a reforma (desenhos, perspectivas) e ainda faria uma estimativa de custos e um planejamento que pode minimizar o risco de surpresas. E essencial muito diálogo e dedicação de um tempo de qualidade para tomar as decisões de reforma.

Então, aquela casa dos sonhos continua te dando vontade de reformar, não é, mesmo sabendo de todos os problemas que podem acontecer?

Navegue pelo site e conheça pepinos que podem acontecer em cada obra e previna-se (ou conserte!). Veja dicas pra sua reforma dar mais certo. Acesse guias rápidos e descomplicados de cada tipo de obra e saiba o que olhar pra ter certeza de que a reforma vai dar certo e você não vai descobrir pepinos depois.