A pintura é capaz de transformar a casa trazendo beleza e imprimindo estilo nos ambientes. Mas, não adianta escolher as cores e aplicar a tinta sem antes preparar bem a parede/teto, o sonho de renovação pode virar um problema!

Alguns pontos pra  ficar atento e não errar: a) verificar a condição das paredes, b) pintar em dia ensolarado – sem chuva,  c) usar ferramentas de boa qualidade – pincéis e rolos de qualidade garantem um acabamento melhor, d) conhecer os acabamentos pra escolher o adequado e) limpar a superfície antes de pintar.

Pra continuar ajudando listamos três pepinos da pintura, as causas mais comuns e como evitá-los, sabendo onde mora o problema você poderá tomar decisões acertadas pra ter aquela pintura lindíssima !

 

1. Mancha na pintura novinha

Causa mais comum:

Mancha na pintura normalmente é causada por umidade na parede, que pode vir de alguma infiltração ou vazamento. E tinta não resolve umidade.

Também pode ser:

Se a parede acabou de ser construída, parede de tijolo nova, o reboco tinha que ter ficado secando por 28 dias antes de aplicar massa corrida e pintar.

Como você poderia ter evitado:

Se tivesse procurado qual era o problema que estava trazendo umidade. Poderia ter pedido pro pedreiro ou pro encanador verificar se tinha algum vazamento ou se a água estava infiltrando de algum lugar. Se tivesse infiltração, provavelmente alguma área precisaria ser impermeabilizada antes de pintar. E se tivesse algum vazamento, tinha que ter consertado antes. Aí o pintor poderia preparar a parede e pintar. E se fosse parede nova, deveria ter checado se precisava esperar a parede secar antes de pintar. Sem pressa pra obra dar certo.

 

2. Me arrependi: pintei e não gostei da cor

Causa mais comum:

Comprou toda a quantidade de tinta e deixou o pintor aplicar sem testar antes se a cor ficava bem naquela parede, com a luz que chega ali naquele cômodo. Ou a cor deixou tudo escuro demais, ou é uma cor ficou bem diferente no local e daí deu essa sensação de ‘pintei e não gostei da cor’.  Testar antes pareceu bobagem, só que não.

Também pode ser:

que você tenha usado tinta velha e vencida, que quando foi aplicada ficou num tom bem diferente do que era pra ser. Dai não tem jeito é fazer tudo de novo, ou se conformar.

Como você poderia ter evitado:

Antes de comprar toda a quantidade de tinta, poderia ter comprado uma embalagem pequena e testado na parede, no local que você ia pintar. E poderia ter experimentado com algumas cores e tons. E, claro, deveria ter olhado a validade da tinta na lata.

 

3. Tinta descascando: a pintura já era

Causa mais comum:

A parede deve ter sido mal preparada. O pintor deve ter aplicado a tinta sobre a parede suja e empoeirada e não se preocupou em limpar, lixar e consertar buracos, vazamentos e rachaduras. Aí a pintura estraga, mesmo.

tinta descascando

Também pode ser:

Se tem tinta descascando, ela pode estar errada para aquele tipo de superfície ou ambiente (por exemplo: tinta látex em porta de madeira).

Como você poderia ter evitado:

Tendo bastante atenção ao preparo da parede e combinado com o pintor tudo o que ele deveria ter feito: tirar o pó, lixar, limpar com pano úmido e deixar secar. E devia ter visto se precisava de algum conserto.E poderia ter checado se a tinta que o pintor pediu e você comprou era do tipo certo pro tipo de ambiente.

E você já  deve saber, mas não custa lembrar que:

 

Tinta não resolve rachadura e infiltração

Se a intenção é pintar pra resolver rachadura ou manchas de infiltração e vazamento, melhor mudar de ideia. Conserte primeiro.Tinta não resolve esses problemas. E você pode ficar com a falsa ideia de que deu tudo certo, de que gambiarra vale a pena e de que você foi ótimo no disfarce. Mas preste atenção ao que deve ser feito antes de pintar:

Trincas

Se a parede tiver trincas, observe se elas são inclinadas (na diagonal): essas indicam problemas na estrutura, que pode estar cedendo por algum problema na fundação. Chame um engenheiro ou a Defesa Civil da sua cidade para avaliar. Se as trincas forem estreitas e estiverem na vertical ou na horizontal, é preciso observar se elas vão ficando mais abertas com o passar dos dias. Pode ser que elas tenham surgido no encontro de tipos diferentes de material que compõem as paredes (concreto das vigas e pilares, blocos de cerâmica ou cimento, madeira, etc). Se forem simples, o pintor vai usar preenchê-las com massa corrida e depois pintar.

Vazamento e infiltração

Se a parede tiver vazamentos e infiltrações, chame o encanador para fazer o conserto e só depois disso o pintor vai poder entrar em ação. Será preciso localizar onde tem água na parede, abrir para achar a origem, ver se ela não comprometeu a estrutura e consertar antes de fechar e fazer todo o procedimento com a parede.

Então, olho nas DICAS para ter uma casa colorida e com pintura bem feita 🙂