Causa mais comum:

o pintor não deve ter protegido o chão com papelão e aí quem pisou espalhou tinta por toda a casa. Ele também não deve ter protegido os móveis, as maçanetas, os vidros… Aí ficaram respingos pela casa e o pintor não retirou nem limpou depois de terminar o serviço.

Também pode ser:

que o pintor tenha diluído demais a tinta e na hora de passar o rolo, a tinta espirrou mais que o normal e encheu a casa de respingos de tinta.

respingos de tinta

Como você poderia ter evitado:

combinando com o pintor que ele protegeria o chão, os móveis, as dobradiças, os espelhos de tomada e tudo o mais da casa do jeito certo e indo na obra para checar se ele realmente fez isso antes de começar a trabalhar. E também poderia ter orientado o pintor a não diluir a tinta mais que o necessário, antes dele começar a obra.

escolher a tinta

5 erros na hora de escolher a tinta

Escolher a tinta é muito mais do que só decidir a cor. Veja os erros que...