O concreto é utilizado na obra pra fazer os elementos de estrutura da construção:  fundações, lajes, pilares, vigas, escadas e pisos. É muito importante que elas sejam bem feitas e resistentes.

O que é o concreto?

E é uma mistura de cimento, areia, pedra e água que, após uma reação química, endurece  e se transforma em uma espécie de rocha artificial muito resistente. O concreto pode ser feito na obra (misturado ou “virado”, como dizem os pedreiros)  ou comprado pronto do caminhão betoneira.

O ponto mais importante é que a quantidade de cada um dos elementos (cimento, areia, pedra e água) tem que estar bem calculada pro concreto ter a resistência certa. O engenheiro e o pedreiro vão chamar essa receita de traço. Por exemplo, se for colocada água demais na mistura, a resistência do concreto diminui; se o pedreiro colocar pouca água, o concreto fica cheio de buracos.  A medida certa da mistura é fundamental para a qualidade do concreto!

Mas a receita varia conforme o local em que ele for usado. Por exemplo, o concreto usado na base da fundação leva mais areia e pedra do que o usado pras vigas ou pisos. E o mais difícil é que não existe uma receita padrão pra ser aplicada, depende do número de andares da casa, do tipo de estrutura que irá fazer, da resistência que ela precisa ter e da durabilidade que se espera. Então é importante que um profissional calcule o traço adequado pra sua obra. Um traço muito usado na maior  parte das estruturas comuns (lajes e vigas)  nas pequenas obras é o  famoso “1-2-3” : 1 saco de cimento, 30 litros de água, 4 latas (18l) de areia e 5 latas de pedra.

Se preferir o concreto feito na obra pelo pedreiro

Você vai ter que confiar no pedreiro porque ele vai misturar a quantidade que ele acha certa ou seguir a receita do engenheiro, se tiver cálculo estrutural . Neste caso é muito difícil controlar a qualidade, vai depender da dedicação e capricho do pedreiro, mas observe se pelo menos ele faz receitas diferentes pros vários locais onde ele vai usar o concreto e se a medida é constante, por exemplo, a lata usada para medir os ingredientes está sempre cheia? Uma opção aqui é alugar betoneiras manuais pro pedreiro virar a massa porque isso garante que os ingredientes misturem melhor do que misturar no braço sem equipamento.

A primeira impressão é de que concreto virado na obra sai mais barato, mas nem sempre: o pedreiro gasta muito tempo preparando a massa. 

Se preferir comprar concreto do caminhão betoneira

Você terá  a segurança de que a mistura usada  tem as proporções certas (ele fica com a resistência esperada) e poupa tempo na obra. As pessoas tendem a achar que é muito caro e que o caminhão betoneira só é usado em obras grandes (condomínio, prédios).

Com relação ao preço, fica um pouco mais caro comprar da betoneira do que fazer na obra, mas você tem certeza da qualidade do concreto.

Sobre a quantidade,  um caminhão betoneira transporta em média 7,5m³ de concreto. Só a fundação de uma casa pequena (80 m²) pode consumir 1 caminhão. E  além disso, há empresas que vendem a partir 1/4 da carga.

Deixe a obra pronta para quando o caminhão de concreto chegar

O concreto que vem na betoneira é misturado quando o caminhão ainda está na central de distribuição da empresa. A partir do momento em que a água é colocada na mistura, ele deve ser despejado nas formas da obra em até 2,5h. Se passar desse tempo, o concreto endurece e não vai mais poder ser usado. Então, deixe tudo pronto pra quando o caminhão chegar.

O pedreiro já deve ter feito a marcação de obra e preparado todas as formas. As formas devem estar com armação montada (estrutura feita com barras de aço), bem escoradas e limpas. Quando o caminhão chega e despeja o concreto, o pedreiro já vai espalhado nas formas.

Antes de contratar o caminhão, tenha certeza de que a betoneira consegue passar na rua e chegar na sua obra.

Se não, vai ter desperdício de material (e do seu dinheiro).

 

Parece mas não é! Piso vinílico que imita a madeira

Os revestimentos vinílicos, feitos de PVC, estão cada vez mais parecidos...