Guias anti-pepinos

 

Prevenir é sempre melhor

Temos sempre falado sobre isso: prevenir e evitar pepinos é sempre melhor. E pra isso a gente precisa se ver…

visualizações

Temos sempre falado sobre isso: prevenir e evitar pepinos é sempre melhor. E pra isso a gente precisa se ver no papel de quem cuida da nossa casa e das obras que fazemos pra ela ficar mais segura, mais confortável e mais perto da casa dos sonhos.

E foi sobre isso que a Kátia Sartorelli, arquiteta e uma das empreendedoras do 100pepinos, falou em entrevista ao repórter Douglas Galan, da Revista Construir Mais por Menos. Veja só o que ela considera importante para manter a casa sem pepinos.

Melhor Prevenir …

Saiba quando os cuidados preventivos com o imóvel podem ser mais econômicos do que os reparos para corrigir um problema ou vários acumulados. E aprenda a evitar danos onerosos, como vazamentos

1. Manutenção, mais em conta 

Ainda é comum as pessoas buscarem os serviços de manutenção apenas quando aparecem os defeitos. Mas reparos preventivos ainda são a melhor maneira de poupar com reformas. “Fique atento, pois a casa dá sinais, ainda que pequenos, de problemas, e é sempre mais barato chamar um pedreiro para antever um acidente, com a possibilidade de fazer orçamentos e negociar”,alerta a arquiteta Katia Sartorelli. Se o dano é grande, a necessidade de resolver é imediata, assim, fica-se refém da situação. Casas abandonadas ou sem manutenção às vezes precisam de reforma total, e a recuperação pode sair mais caro que uma nova construção.

2. Limpeza reparadora

Algumas manutenções preventivas eficazes: limpeza de calhas e troca de telhas, que evitam danos em forros e paredes;limpeza de caixa de gordura, indicada a cada seis meses (é possível realizar com produto especifico);limpeza de caixa de inspeção-pequeno tanque com tampa onde é despejado o esgoto do banheiro e área de serviço;pintura de portões e gradis expostos ao sol e a chuva; limpeza de caixa d’água a cada seis meses,que evita a criação de micro-organismos nocivos à saúde; verificar a estrutura dos telhados uma vez por ano,recuperando trechos danificados; reparos de fissuras e trincas na parede, teto ou piso-quanto mais tarde for o reparo mais caro ficará.

3. Por dentro dos canos

Se a casa é muito antiga, aproveite para substituir os tubos de ferro de água fria pelos de PVC, especialmente se notar algum tom vermelho na água. Isso é sinal de ferrugem dentro do cano e pode causar diversos problemas como as temidas infiltrações.”Coloque um registro de água em cada ambiente onde houver pontos de água:banheiros, cozinha e área de serviço”, recomenda Katia.Assim, se houver algum problema, será possível fechar o trecho e não ficar sem água na casa toda. E ao menor sinal de mancha ou bolor investigue!

4. Verifique a elétrica

Casas antigas não estão preparadas para o número de aparelhos que utilizamos hoje.” Se o quadro de energia ainda estiver montado com fusíveis, o melhor é trocar por disjuntores, que são mais seguros, e passar cabos(fios) novos”, indica a profissional.É importante atualizar o quadro de distribuição de acordo com o aumento de carga sempre que quiser acrescentar novos aparelhos que consomem muito, como, por exemplo, ar condicionado.O ideal é testar os disjuntores no quadro de força a cada seis meses.

100pepinos na construir mais por menos - mar2015

 

 

Tem dúvida ou solução? Compartilhe aqui!

Ou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Login