Guias anti-pepinos

 
Guia

Esgoto

 

Este guia é para quem vai contratar um profissional para fazer a instalação de esgoto na sua casa e quer controlar melhor a qualidade da obra. Aqui você encontra as informações essenciais para ter noção do processo e dos erros comuns, escolher melhor material e mão de obra, e aparecer na obra na hora certa e saber para o que olhar.

A instalação de esgoto deve ser muito bem executada e vedada para evitar que o cheiro ruim fique na casa e que o esgoto não retorne pelos ralos.

ENTENDA O SISTEMA: DOS RAMAIS DE DESCARGA À REDE COLETORA DE ESGOTO DA RUA

O esgoto é o sistema que recebe os dejetos lançados no vaso sanitário, na pia da cozinha, nos lavatórios do banheiro, no tanque e nos ralos. Então, além de conduzir os dejetos, as instalações de esgoto também tem que tirar da sua casa o cheiro ruim que eles produzem. Por isso, tudo precisa ser bem vedado, os canos devem ter o diâmetro e a inclinação certos pra favorecer a saída desses efluentes da sua casa (indo pra rede de esgoto da rua) e o sistema deve ter também o tubo de ventilação, por onde vão sair os gases mal cheirosos que se formam no esgoto.

Numa primeira etapa, os dejetos são lançados em canos ligados à privada, ao tanque, etc. Esses tubos são chamados de ramais de descarga. Os vários ramais de descarga se juntam num tubo maior, chamado de ramal de esgoto. O ramal de esgoto é ligado à caixa de inspeção (se vir do banheiro e da lavanderia) ou à caixa de gordura (se vier da pia da cozinha). Depois de passar pelas caixas, eles são conectados à rede pública de coleta de esgoto, na rua. Se sua casa não tiver o serviço de coleta, será preciso construir uma fossa séptica e direcionar o esgoto pra lá.

Lembre: água de chuva não deve ir para a rede pelo mesmo tubo de esgoto! Nunca misture a água de chuva na instalação de esgoto. Faça um tubo separado para evitar que em períodos de muita chuva o esgoto transborde e invada sua casa!

COMPONENTES ESSENCIAIS

A obra de esgoto precisa ter alguns componentes essenciais pra assegurar saúde e praticidade de manutenção. Não deixe que o instalador se esqueça deles.

  • A caixa de inspeção é um pequeno tanque com tampa que fica ligada ao esgoto do banheiro e da lavanderia e serve para ter acesso a rede e fazer manutenção sem ter que quebrar o piso . A caixa de gordura fica ligada ao esgoto da cozinha e funciona como um filtro de gordura. Ela retém a gordura que vem da pia e da máquina de lavar louças, antes de lançar na rede coletora da rua. Além disso, facilita a manutenção do sistema porque permite que toda a gordura que circula pelos canos e que pode entupir esses tubos seja retirada em um só local.
  • Caixas e ralos sifonados impedem que cheiro ruim dos gases que circulam no esgoto entrem no ambiente porque, ao contrário dos ralos comuns, tem uma espécie de bolsinha que fica cheia de água parada . Isso evita que o cheiro ruim possa sair pelo ralo. Os sifãos de pia e lavatório e tanques também funcionam desta maneira.
  • O anel de vedação fecha bem a conexão entre a privada e o tubo de esgoto. Existe anel de vedação também nos sifões de pia, lavatórios e tanques.
  • E, finalmente, o tubo de ventilação é quem conduz estes gases para longe de sua casa e diminui a pressão dos gases nos sifões e na bacia sanitária. A saída de ventilação fica sempre 50cm acima do telhado e evita que o cheiro ruim volte para dentro da casa.

 

SIMPLIFIQUE O CAMINHO DAS INSTALAÇÕES

Tenha em mãos um projeto de instalações que traz o sistema de água fria, de água quente (se você for fazer um) e de esgotoO objetivo do projeto de esgoto é permitir o escoamento rápido dos esgotos, a fácil manutenção das tubulações e vedar a passagem de gases mau cheirosos. Se cozinha, banheiro e áreas de serviços estiverem próximos, o caminho das instalações será mais simples.

CAIXA DE GORDURA PARA A COZINHA, CAIXA DE INSPEÇÃO PARA O BANHEIRO

Os canos de esgoto da cozinha devem ser ligados à caixa de gordura. Ela serve para reter a gordura que é despejada pelo ralo da pia e que vem da lavagem de louça. A gordura fica na caixa e o restante do resíduo segue pelos canos e vai pra rede coletora. Se a gordura for direto para rede coletora, ela vira uma espécie de “cola” nos tubos e qualquer fio de cabelo começa a grudar. Aí o esgoto entope e começam os problemas.

Os canos de esgoto dos banheiros e área de serviços são ligados à caixa de inspeção. Essa caixa é construída com uma tampa, que pode ser aberta para manutenção, limpeza e desentupimento dos tubos sem ter que quebrar o piso para poder resolver se entupir.

Em sobrados, o esgoto do andar superior desce por um tubo de queda, que é vertical e que tem que ser mais largo que os outros tubos ligados a ele. É bom que ele fique o mais próximo da bacia sanitária e pode ser embutido na parede ou aparente preso por braçadeiras.

ESCOLHA O RALO CERTO

Para evitar mau cheiro saiba escolher o tipo de ralo, que pode ser sifonado ou seco. O ralo sifonado funciona como um sifão de pia, ou seja, tem uma bolsinha onde um pouco de água fica parada evitando que os gases retornem ao ambiente. Nos ralos secos, a água escoa assim que entra nele deixando o caminho livre para os gases do esgoto retornarem pela tubulação, poluindo o banheiro. Geralmente se usa ralo seco nos chuveiros e o tipo sifonado para ralo do ambiente (aquele que fica no chão da cozinha, do banheiro ou do quintal).

TUBO DE VENTILAÇÃO PARA LEVAR O MAU CHEIRO PRA FORA DE CASA

Não tem jeito. Esgoto cheira mal. Mas se a instalação for bem feita, o cheiro não entra na sua casa. Então não se esqueça de que sua obra deve ter também o tubo de ventilação: ele é um cano, instalado na vertical, aberto para o exterior (passa da altura do telhado) e ligado à rede coletora de esgoto que tem como finalidade permitir a saída dos gases de esgoto para atmosfera.

DESTINAÇÃO DO ESGOTO: REDE COLETORA OU FOSSA SÉPTICA

Destinar o esgoto da casa para a rede coletora é sempre a melhor opção. Verifique se sua casa é atendida pela rede pública de coleta de esgoto. Sua tarefa é executar o trecho interno da casa e seguir as instruções da concessionária local para deixar a saída que ela vai usar para ligar a rede. Depois de pronto é só solicitar que a concessionária faça a ligação entre a sua casa e a rede coletora.
Caso não exista rede pública, será necessário construir uma fossa séptica e um poço sumidouro. A fossa séptica recebe o esgoto da casa e separa os resíduos sólidos dos líquidos que são encaminhados ao poço sumidouro. O poço sumidouro não tem laje de fundo e permite a penetração do líquido no solo.

Erro:
ligar a tubulação que capta água de chuva à rede de esgoto
Comentário do Expert: Faça saídas separadas. A água de chuva é conduzida à rede coletora de captação de águas fluviais. Ela pode ser reutilizada. O esgoto vai pra rede de esgoto e deve ser tratado para ser novamente lançado aos rios. Além de ser um uso errado do sistema, ligar água de chuva ao esgoto pode ser um pepino muito desagradável.

Erro:
fazer um tubo de queda com mesmo diâmetro dos outros tubos
Comentário do Expert: O tubo de queda é um tubo na vertical que só é instalado se a casa tem mais de um andar que vai receber os dejetos de todos os aparelhos (ramais de esgoto) e encaminhar para a caixa de inspeção no térreo.Por isto, o diâmetro tem que ser maior do que o dos tubos que retiram esgoto dos aparelhos para evitar entupimento.

Erro:
ligar o esgoto da cozinha na mesma caixa de inspeção pra onde vão os dejetos do banheiro e da lavanderia
Comentário do Expert: O esgoto da pia da cozinha deve ser ligado à caixa de gordura. Se for despejado direto na caixa de inspeção, a gordura vai entupir a rede!

Erro:
não usar ralo sifonado pra economizar com materiais
Comentário do Expert: O ralo sifonado evita que os cheiros retornem ao ambiente, pois tem uma espécie de bolsinha onde a água fica parada (fecho hidríco). O ralo seco é mais barato, mas não tem o fecho hídrico. Então, se preferir o ralo seco você estará deixando de vedar a instalação, e o cheiro ruim vai aparecer.

Erro:
Ligar o esgoto da pia da cozinha a algum ralo da casa
Comentário do Expert: O esgoto da pia deve ser encaminhado para a caixa de gordura. Se você ligar direto em ralos vai entupir, cheirar mau e até transbordar esgoto na cozinha.

Erro:
achar que não tem problema se os tubos de esgoto que vai despejar na rede coletora ficarem planos, quase sem inclinação.
Comentário do Expert: Se o tubo de esgoto não tiver pelo menos 1% de inclinação até a rede coletora, o esgoto vai voltar!

MATERIAIS_ESGOTO

O seu objetivo é escolher o material certo, sem precisar fazer gastos extra. Use a lista dos materiais para confirmar se tudo já foi comprado ou orçado. Se o pessoal de obra solicitou ou comprou uma lista bem maior ou menor, fique atento e confirme se não há erro. Verificar a lista de materiais com antecedência faz que você não precise sair correndo enquanto a obra se atrasa. Esses materiais você vai precisar para pintura:

  • Tubos e conexões de PVC
  • Sifão
  • Anel de borracha e pasta lubrificante
  • Terminal de ventilação
  • Ralo seco e ralo sifonado
  • Caixa de inspeção e caixa de gordura
  • Fossa séptica e sumidouro
SUA ESCOLHA
MAIOR GASTO
DETALHE IMPORTANTE

Quem vai cuidar da sua obra de esgoto é o encanador. Não deixe de entrevistá-lo ou entrevistar o empreiteiro responsável antes de contratar e iniciar a obra.

Além da entrevista, combine antes de começar como deve ser a entrega final para você aceitar o trabalho e qual será a sua participação nos momentos críticos da obra. Sempre que possível exige a garantia!

A entrevista não é uma prova para testar o profissional; é mais uma conversa para ver se vocês se entendem para fazer sua reforma juntos. Se não houver entendimento antes, imagina o que vai acontecer durante a obra!

O QUE PERGUNTAR
DESCONFIAR E EVITAR DE CONTRATAR SE...
A COMBINAR ANTES DE COMEÇAR
MOMENTO_ESGOTO_PREPARO

Esgoto inclui as seguintes etapas: 1)planejar a instalação, 2) executar a tubulação e 3) instalar e testar as peças sanitárias. O seu objetivo como cliente ligado é aparecer nos momentos críticos de cada etapa e olhar para os elementos que indicam se o trabalho é feito com qualidade e conforme o combinado. Os erros e desvios podem aparecer, mas se forem reconhecidos logo, ainda dará tempo para corrigir e evitar pepinos mais pra frente. Combine esses momentos e a sua participação com o encanador ou com o empreiteiro, antes de começar a obra!

Momento 1. Combinar o serviço e planejar a instalação
Momento 2. Execução da tubulação
Momento 3. Instalação e teste das peças hidráulicas
×

Login