Guias anti-pepinos

 
Guia

Elétrica – MATERIAL

 

MATERIAL

 

 

MATERIAIS_ELETRICA_r01

O seu objetivo é escolher o material certo, sem gastos extras. Use a lista dos materiais para confirmar se tudo já foi comprado ou orçado. Se o pessoal de obra solicitou ou comprou uma lista bem maior ou menor, fique atento e confirme se não há erro. Verificar a lista de materiais com antecedência faz com que você não precise sair correndo pra resolver, enquanto a obra atrasa.

Esses materias você vai precisar para instalação elétrica:

  • quadro de distribuição
  • disjuntores
  • cabos elétricos, de preferência revestidos por PVC
  • conduítes, também chamados de eletrocondutores (mangueiras amarelas de plástico para uso dentro das paredes, canaletas ou tubos para uso fora das paredes)
  • tomadas e interruptores com caixas de passagem
  • material auxiliar de conexões (curvas, luvas, arruelas, buchas)

 

SUA ESCOLHA

 

A escolha da maioria dos materiais elétricos é determinada por especificações técnicas que o seu eletricista vai te passar. Onde você tem muita liberdade de escolha e muitas opções de marcas e modelos é na compra das tomadas e interruptores.

 Tomadas e interruptores não são peças caras, mas o gasto com eles pode ser o maior gasto da obra elétrica por causa da quantidade. Portanto na hora de escolher o modelo e a marca tenha noção da quantidade total das peças para não ter surpresas.

Todas as peças certificadas tem qualidade mínima necessária e podem ser usadas tranquilamente na sua casa. Os preços entre os modelos variam por causa da qualidade de acabamento, que é basicamente aparência e o material do qual são feitos. O mais barato e menos “nobre” é o plástico PVC e o mais caro é o Acrílico. Uma boa relação entre preço e qualidade tem modelos feitos de plástico chamado ABS.

MAIOR GASTO

 

A peça única mais cara dessa obra é a caixa de distribuição com disjuntores, mas o gasto maior vem com os materiais de grande quantidade – cabos, tomadas e interruptores.

Para não gastar demais com cabos, além da quantidade, tenha certeza da grossura (a tal bitola) – isso impacta muito o preço unitário. Não vá pela lógica de ‘compro cabos de maior bitola porque estou na dúvida’. Confirme com seu eletricista quantidade em metros de cada espessura de cabo que vai precisar. E evite os cabos que não tem nada escrito ao longo do seu fio (habitualmente são informações técnicas) – esses com certeza não são certificados!

Outro parâmetro técnico que impacta o preço da tomada e disjuntor é a tal amperagem  – maior amperagem é mais caro. Para alguns pontos e circuitos você vai precisar das tomadas e disjuntores com maior amperagem mesmo, é questão de segurança. Mas não para todos. Habitualmente são tomadas para 220V e disjuntores para chuveiro elétrico e cozinha.  Preste atenção no que o seu eletricista está pedindo – se todas as peças tem mesma amperagem isso pode significar que você está gastando demais com peças mais resistentes e mais caras ou alguns circuitos não são suficientemente seguros.

 

DETALHE IMPORTANTE

 

O quadro de distribuição deve ser metálico ou de algum material resistente ao fogo. Hoje em dia as lojas tem muitas opções em PVC. Não compre quadro de madeira! Os quadros variam em tamanho e quantidade de disjuntores (circuitos) que cabem dentro. O tamanho mínimo que você pode precisar é o de 4 disjuntores.

Os disjuntores são os equipamentos de segurança que desligam quando tiver sobrecarga na rede evitando os acidentes. Igual as tomadas, os disjuntores variam em resistência (amperagem) e os mais resistentes são mais caros. Antes de comprar, confirme com seu eletricista a amperagem necessária para cada circuito. 

 

Guia Elétrica

 

Relacionados a este guia

Elétrica – ERROS COMUNS

por: Igor Karpachev

  • 0

Elétrica – MATERIAL

por: Igor Karpachev

  • 0

Elétrica – MÃO DE OBRA

por: Igor Karpachev

  • 0

Elétrica – VOCÊ NA OBRA

por: Igor Karpachev

  • 0
×

Login