Guias anti-pepinos

 

Como fazer vistoria de imóvel usado?

Apartamentos mais antigos tem muitas vantagens: ambientes mais espaçosos, pé direito (altura do piso ao teto) maior, janelas amplas! Mas,…

1695 visualizações

Apartamentos mais antigos tem muitas vantagens: ambientes mais espaçosos, pé direito (altura do piso ao teto) maior, janelas amplas! Mas, também podem exigir um pouco de reforma para que fique a casa dos seus sonhos. Então,  para evitar surpresas e pepinos preste atenção em alguns pontos importantes na hora de escolher o imóvel. A regra básica da vistoria é observar, checar e testar!

Faça a vistoria durante o dia e com tempo pra observar tudo. E avalie se os problemas que encontrou valem um investimento em reforma para deixar o apartamento com a sua cara! Ah, visite o apartamento em horários diferentes assim você pode observar se aquela rua tranquila pela manhã, fica super barulhenta à noite ou se fica muito calor ou muito frio. Veja mais no vídeo que fizemos em parceria com o ZAP:

Outras dicas de ouro:

Converse com o síndico ou com zelador. Esse é o melhor jeito de saber se a rua alaga, se falta luz sempre, se há problemas de infiltração ou se o prédio tem problemas estruturais ou de conhecer problemas que acontecem sempre. Fale também com os vizinhos porque eles podem ter informações menos ‘oficiais’ pra te dar.

Veja se o proprietário ou o síndico tem a planta original do apartamento e compare pra ver se houve alterações. Verifique também se a área informada corresponde a área real do imóvel, a área útil (interna) consta na documentação e você pode usar a planta pra calcular ou tirar medidas no local.

Veja se tem vaga de garagem e vá conhecer a vaga. Ela é sua ou de quem chegar primeiro?

Observe e se informe se há problemas como rachaduras, infiltrações, no prédio.

Pergunte se a tubulação de água quente e fria é nova, ou antiga. Você pode substituir dentro do apartamento, mas para substituir a de todo o prédio o gasto vai ser rateado entre os moradores.

Dentro do apartamento

  1. Verifique se há rachaduras aparentes. Se são superficiais (apenas na pintura) ou se são trincas profundas que podem indicar problemas estruturais. Observe o sentido dessas trincas. Se forem diagonais podem ser mais perigosas.
  2. Observe também se o imóvel foi feito em alvenaria estrutural, aquela em que a parede funciona como estrutura sem pilares e vigas. Nesse caso não é possível fazer alterações, a não ser que você tenha assessoria e aprovação de um profissional (engenheiro ou arquiteto) que pode prever reforços na estrutura. Se não for alvenaria estrutural – ótimo! – você poderá abrir uma cozinha americana, ou demolir uma parede, desde que preserve a estrutura (pilar e viga). Lembre, qualquer derrubada de parede precisa de um profissional assessorando.
  3. Veja a quantidade de tomadas e interruptores. Imóveis antigos não foram preparados para tantos aparelhos eletro eletrônicos. Abra o quadro de luz e veja os disjuntores. Eles devem estar identificados. Veja se tem resíduos de superaquecimento: manchas escuras, fios retorcidos ou com isolamento danificado. Fique atento! Você pode precisar fazer uma revisão elétrica geral e instalar um novo quadro. Um eletricista terá condições de avaliar. Se quiser saber mais, veja nosso Guia Anti Pepinos em Elétrica.
  4. Observe se tem umidade no piso, no teto ou nas paredes.  Procure por manchas escuras e perceba se há cheiro de mofo. A umidade pode indicar infiltração ou cano quebrado em algum lugar da parede.
  5. Verifique o estado das janelas. Observe se tem ferrugem ou se estão emperrando.
  6. Observe o piso, armários embutidos e as portas: se houver acúmulo de pó, principalmente de madeira, é indício de cupim.

Se sua intenção é mudar sem reformar, verifique os revestimentos, louças, metais e pisos também!

  1. Torneiras e sifões: abra todas as torneiras e veja se a água está escoando bem. Com a torneira aberta, olhe embaixo da bancada: veja se não há vazamento no sifão nem nos flexíveis (que levam água para as torneiras) . Se  a água apresentar uma coloração avermelhada ou turva, provavelmente é da tubulação antiga ou da falta de manutenção do reservatório de água.
  2. Louças e metais: Verifique se estão em bom estado, sem lascas e riscos. Se quiser água quente, verifique se tem tubulação pra isso no apartamento.
  3. Pia da cozinha: Jogue água na cuba e veja se ela está entupida ou se escoa bem. Pia entupida, manutenção na caixa de gordura! Veja também se a bancada da pia foi instalada bem na horizontal ou se está torta e acumula água em algum canto.
  4. Vasos sanitários: Acione a descarga veja se tudo funciona bem e se há algum vazamento.
  5. Pisos e azulejos: Confira se os pisos e azulejos estão bem colocados, se não há peças trincadas e se o rejunte está bem feito. Observe se há peças ocas: dê também uma batidinha de leve na parede e caminhe sobre o piso com atenção. Confira 5 testes indispensáveis pra reconhecer piso bem feito.

E por fim, combine com o atual proprietário tudo que ele vai deixar no apartamento. Vai que você chega lá e ele tirou todas as torneiras que você tinha adorado?

 

Tem dúvida ou solução? Compartilhe aqui!

Ou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Login